Notícias - 01/05/2021

Equipe do Governo do RS apresenta programas de financiamento para negócios em turismo

A construção da estátua do Cristo Protetor abre caminho para novas oportunidades de negócios para Encantado e o Vale do Taquari se consolidarem como um atrativo turístico de grande valor no Estado e no país.

Com essa expectativa, a Administração Municipal de Encantado e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico realizaram a Live Desenvolvimento de Negócios Turísticos. A programação ocorreu na quarta-feira, dia 28, no Auditório Itália do Centro Administrativo, e foi transmitida pelo Facebook e Youtube da Prefeitura (o vídeo segue disponível nas duas páginas).

A proposta do encontro foi apresentar os programas e as ferramentas que estão à disposição dos empreendedores por meio de linhas de crédito disponibilizadas pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), pela Agência de Fomento Badesul Desenvolvimento e pela Associação Garantidora de Crédito RS Garanti.

Participaram sete convidados: o prefeito de Encantado, Jonas Calvi; o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Edson Brum; o superintendente do (BRDE), Paulo Raffim; o diretor de operações e inovação do Badesul, Flávio Lammel; o CEO da RS Garanti, Marcelo de Lima; o presidente da Câmara da Indústria e Comércio do Vale do Taquari (CIC-VT), Ivandro Rosa; e o representante da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Rafael Fontana.

Para o prefeito Jonas Calvi, os empreendedores locais têm a oportunidade de sair na frente dos grandes empreendimentos que poderão acontecer. “Qualquer empreendimento pode demorar até dois anos para se consolidar. Nós temos condições de nos antecipar. Há muitos projetos em andamento, que só precisam, às vezes, de um aporte financeiro ou de um suporte técnico”, comentou. “O turismo da região precisa aproveitar esse momento. Já estamos vivendo, antecipadamente, a era pós-Cristo, mesmo que a estátua ainda não esteja pronta”.

O secretário Edson Brum destacou o potencial turístico do Vale do Taquari, que poderá se integrar a rotas e atrativos de outras regiões, como a serra gaúcha e o vale do Rio Pardo. “A nossa reunião tem muito a ver com o Cristo, porque temos gente no município e na região com vontade de ampliar seu restaurante, pizzaria, hotel, pousada ou a empresa de ônibus. Quantos turistas a mais vamos receber a partir do Cristo? O turismo religioso é um dos que mais movimenta o setor”, salientou. “O Cristo não é mais de Encantado, é dos gaúchos”.

Os internautas também puderam participar por meio de perguntas encaminhadas aos painelistas durante a live.