Notícias - 05/02/2020

Conselho Tutelar de Encantado inicia campanha em favor de crianças e adolescentes

Em Encantado os três maiores problema com a infância e a juventude atualmente são o abuso sexual, a ingestão de bebida alcoólica e a concepção de filhos na adolescência.

Infelizmente, a maioria dos abusos sexuais são cometidos por pessoas próximas às vítimas, justamente por aqueles que deveriam proteger. Os filhos devem ser orientados para que toda vez que se sentirem constrangidos, envergonhados ou não souberem lidar com situações que envolvam a sua sexualidade ou as suas partes intimas, devem se afastar e procurar os pais ou um adulto da sua confiança para relatar o ocorrido, pois, se não souberem lidar com tal situação é porque não lhe é apropriada para a sua idade, ou seja, é uma violação.

Importante destacar que as crianças e adolescentes estão na condição peculiar de pessoas em desenvolvimento. Neste sentido, se elas perguntarem algo sobre sexo não é porque elas querem fazer sexo, mas sim, porque necessitam daquela informação para se desenvolverem enquanto pessoa e até para se proteger. Alertando de que praticar sexo com menor de 14 anos é estupro presumido, não importando se foi consentido. É crime e dá cadeia. Da mesma forma,  importunar sexualmente outrem é crime e tal conduta pode ser considerada abuso sexual, mesmo que o ato não tenha se consumado.

Outra prática que está trazendo sérias consequência para os nossos jovens é a ingestão de bebidas alcóolicas muito cedo. Muitas vezes, o mau exemplo vem de dentro da própria família, pelos que deveriam dar o exemplo e coibir tal prática. Deve-se ficar atendo, pois a bebida alcoólica é a porta de entrada para as demais drogas, bem como para a sexualização precoce e para a evasão escolar, fatores que prejudicam muito a possibilidade de uma vida sadia a feliz.

 Além dos abusos sexuais e da ingestão de bebidas alcoólicas, outro fator que tem chamado a atenção na nossa cidade é a grande quantidade de geração de filhos por adolescentes. Sim, por adolescentes! Pois atualmente parece que só “as gurias engravidam”, quando na realidade a abordagem deve ser para ambos os sexos.

É preciso conversar e orientar os nossos filhos sobre os métodos contraceptivos e as consequências de uma gravidez indesejada, bem como orientar os pais destes jovens de que, ao fim, serão eles que acabarão tendo que criar estas crianças enquanto avós, pois os adolescentes ainda não têm estrutura psicológica e maturidade, bem como condições financeiras de arcar sozinhos com os custos da criação de tais crianças.

Neste sentido, o Conselho Tutelar de Encantado alerta e pede o apoio de toda a comunidade para que possamos juntos proteger nossas crianças e adolescentes das principais vulnerabilidades da atualidade, no nosso município, destacando que impor limites e dar o exemplo são os maiores aliados na boa criação dos filhos.